Atualidade
Filha de Elvis Presley viu herança de 86 milhões "desaparecer"
Lisa Marie Presley acusa o gestor Barry Siegel de enriquecer à custa da fortuna deixada pelo rei do rock.
  • Partilhe
20/06/2018 16H37
A filha de Elvis Presley, Lisa Marie Presley, considera que Barry Siegel, responsável pela gestão do dinheiro, geriu de forma irresponsável a fortuna que ela tinha herdado após a morte do eterno rei do rock. Uma herança que chegou a estar avaliada em 100 milhões de dólares, ou seja, cerca de 86 milhões de euros).

A informação foi adiantada pela imprensa britânica, que afirma que as dívidas da cantora, de 50 anos, aumentavam por não ter dinheiro, enquanto o gestor, que tinha sido despedido em 2015, continuava a tirar para si um salário anual de 700 mil dólares (604 mil euros).

Em cerca de dez anos, a fortuna diminuiu de 100 milhões dólares para apenas 14 mil dólares (12 mil euros), segundo avança o jornal 'Daily Mirror', que teve acesso à documentação disponibilizada pelos advogados de Lisa Marie no tribunal de Los Angeles, nos Estados Unidos da América, num processo contra Barry Siegel.

"O salário determinado por Siegel para si é o equivalente a 40% ou 50% dos ganhos anuais de Lisa Marie. Um valor que ela jamais concordaria se estivesse ciente da sua condição financeira", podia ler-se nos documentos apresentados pelos advogados da filha de Elvis.

Na mesma publicação, os advogados de Lisa Marie citaram os mails enviados por Siegel à cantora a afirmar que as contas da atriz estavam bem, quando na verdade a fortuna estava a desaparecer por causa dos gastos excessivos da herdeira de Elvis e dos maus investimentos feitos pelo gestor do dinheiro.
Lisa Maria Presley vê fortuna reduzida para 12 mil euros
Ler mais tarde
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
Partilhe
0
Comente
0
OPINIÃO
  • Improváveis da semana
    Patrick Watson chamou a palco Ana Moura e juntos recordaram Lhasa de Sela.
    Querido Tio Marcelo
    Não há memória de um presidente com esta forma simples de abordar a vida.
  • Não há nada para celebrar!
    De efemérides Pedro Abrunhosa não quer nem ouvir falar.
    Vida
    A melancolia está presente como uma nuvem que percorre o disco.
  • A vida de um ‘gajo’ porreiro
    Futebol... É mesmo um gajo porreiro este António Zambujo, ‘porreiro’ em todo o sentido lato do termo.
    Uma decisão histórica
    Justiça... Numa altura em que muitas das ligações entre artistas e editoras eram fixadas através dos chamados ...
  • Doçura
    Robyn segue uma visão pessoal num mundo nivelado pelo gosto comum.
    Política
    Neneh Cherry nem quer ouvir falar do actual presidente americano.
horóscopo
EM DESTAQUE
SAGITÁRIO
23 NOVEMBRO - 21 DEZEMBRO
OUTROS SIGNOS
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina