a Ferver
Juíza continua no caso de Carrilho
Tribunal rejeitou o novo pedido de afastamento de Joana Ferrer do julgamento.
  • Partilhe
18/07/2017 08H27
Manuel Maria Carrilho
Foto: Duarte Roriz
O Tribunal da Relação de Lisboa rejeitou o novo pedido de afastamento da juíza Joana Ferrer do julgamento que opõe Bárbara Guimarães a Manuel Maria Carrilho por violência doméstica.

Cerca de dois meses depois de Bárbara Guimarães ter pedido, pela segunda vez, para que a juíza deixasse de conduzir o caso, alegando que esta estava a ser parcial, o tribunal de segunda instância decidiu que a magistrada se mantém no processo.

O CM tomou ainda conhecimento que a apresentadora foi multada em 816 euros, devido à falta de cumprimento dos requisitos legalmente exigidos para fundamentar o pedido. Contactado, o ex-ministro da Cultura Manuel Maria Carrilho recusou comentar a decisão do tribunal.

O assessor de Bárbara Guimarães também recusou prestar esclarecimentos sobre o assunto.
Ler mais tarde
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
Partilhe
0
Comente
0
BLOGS, CRÓNICAS & CONSULTÓRIOS
  • Grammy para incinerar
    Os Grammy já não valem tanto por aquilo que são, mas mais por aquilo que envolvem.
    Rebeldes
    O seu som nunca deixou de ser um rock puro e muito atractivo.
  • Filhos de peixe que sabia nadar
    Experiência acumulada nos tempos em que foi atleta olímpico é usada pelo ator para orientar a prole nas suas carreiras ...
    Miúdos
    Demorou uma década para que os Skids voltassem a gravar.
  • Um produto para venda
    Nos últimos anos já se vinha falando do regresso das Spice Girls ao ativo.
    Vale tudo em certas varandas
    Passar boa parte do tempo em terras estrangeiras tem efeitos interessantes na vida de David Carreira.
horoscopo
EM DESTAQUE
PEIXES
20 FEVEREIRO - 20 MARÇO
OUTROS SIGNOS
a ferver
Copyright 2014 - Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. - Grupo Cofina. Consulte as condições legais de utilização.