Miguel Layún revela: “Tive cancro mas estou curado”

O craque mexicano diz que, depois do que viveu, quer ajudar outros doentes.
Miguel Layún
Miguel Layún com a mulher
Miguel Layún
Miguel Layún com a mulher
10 jun 2019 • 01:30
Carolina Cunha
Miguel Layún, jogador que representou o FC Porto entre 2015 e 2018, anunciou que foi submetido a uma cirurgia para remover um tumor maligno. Uma notícia inesperada que levou a que o craque não fosse convocado para a seleção mexicana.

O jogador, de 30 anos, realizou exames de rotina e foi confrontado com a notícia, que o levou a viver momentos de grande angústia: "Disseram-me que tinham encontrado um quisto complexo mas durante essa semana o médico ligou-me para pedir que fizesse outro exame".

Perante o quadro clínico, o craque foi sujeito a uma série de exames e o pior cenário acabou por se confirmar.

"Era um tumor maligno, estávamos a falar de um cancro. Teve de ser removido e, graças a Deus, posso dizer que tive cancro mas estou curado. Ontem [este domingo], fiz o último exame para saber se o cancro estava ultrapassado a 100 por cento e agora falta apenas mais um para regressar", relatou o craque através de um vídeo emotivo nas suas redes sociais.

Miguel Layún fez questão de agradecer aos médicos e à família todo o apoio ao longo desta fase difícil e já pensa dar o seu contributo para que haja outros finais felizes em casos semelhantes.

"Estou feliz, mais motivado do que nunca e quero aproveitar a minha vida. Graças a Deus vou poder voltar a fazer o que mais amo, que é jogar futebol. Vou procurar uma forma de ajudar pessoas que não tenham recursos económicos para fazer um exame", acrescentou o jogador.
Mais sobre
Newsletter
topo