Malato de relações cortadas com a mãe Jeová

Apresentador conta que a mãe não o quer ver. A religião e o facto de ter assumido que é gay na origem do conflito.
José Carlos Malato com a mãe, Margarida Malato
José Carlos Malato com a mãe, Margarida Malato
Foto: Direitos Reservados
12 out 2018 • 01:30
Isabel Laranjo
José Carlos Malato voltou a usar as redes sociais para dar conta de episódios da sua vida. Desta feita, o apresentador da RTP garante que a mãe, Margarida, cortou relações com ele e tudo por causa de ser testemunha de Jeová.

"Perdi o meu pai há cinco meses. Como se não bastasse, temo ter perdido também a minha mãe neste tempo que passou", lamenta. O culto religioso a que pertence e a homossexualidade assumida do filho poderão estar na base deste afastamento.

"Sou desassociado há mais de 30 anos das testemunhas de Jeová e, por essa razão, a minha mãe foi proibida/proibiu-se de privar comigo e com a minha irmã, vir a nossa casa, tirar fotos, andar connosco na rua. Porque somos desassociados desta organização fundamentalista e, eu, porque sou gay", fez saber Malato.

Alguns seguidores do apresentador criticaram esta atitude de Margarida Malato e antigas testemunhas de Jeová queixam-se de situações semelhantes. "Tentaram que a minha avó e a minha mãe me virassem as costas mas não conseguirem", afiança um fã do apresentador.

O CM contactou a Associação de Testemunhas de Jeová, que se limitou a remeter-nos para o site do culto, onde não havia nenhuma referência ao caso.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo