França condecora Katia Guerreiro

Fadista recebeu as insígnias de Cavaleiro da Ordem de Artes e Letras
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
21 dez 2013 • 14:02

A fadista Katia Guerreiro recebeu ontem, emocionada, as insígnias de Cavaleiro da Ordem de Artes e Letras do governo francês.

Numa cerimónia realizada na embaixada de França em Lisboa, em que estiveram presentes o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, e Maria Cavaco Silva, a fadista foi condecorada por ser "uma das mais importantes embaixadora da poesia e do fado", por "levar este património pelo Mundo" e por ser ainda "uma apaixonada pela França", justificou Jean-François Blarel, embaixador da França em Portugal.

"Esta é uma história de amor, que tem como grandes protagonistas o Fado, a poesia, o público e eu", disse Katia Guerreiro, que fez questão de lembrar que esta é a primeira condecoração que recebe "ao fim de 13 anos de carreira". Uma distinção que, no entender da fadista, a "responsabiliza ainda mais".

"Nunca me preparei nem nunca ambicionei uma carreira que cresceu baseada em verdade e paixão", contou Katia Guerreiro, num evento no qual estiveram presentes vários familiares e amigos da artista.

Katia Guerreiro nasceu na África do Sul, em 1976, e, já em Lisboa, licenciou-se em medicina. Com uma carreira na música iniciada em 2000, a fadista já atuou nas mais importantes salas francesas, como o Olympia, a Ópera de Lyon, a Catedral de Reims e o Teatro de Bordéus.

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo