Ágata quebra o silêncio e fala do cancro, da prisão do filho e da separação do marido

A cantora assume finalmente que está separada e que o filho está preso "sem provas" por ter violado menor.
Ágata
Ágata
Ágata muito magra
Ágata, antes de perder muito peso
Ágata
Ágata
Ágata
Ágata e Manuel Luís Goucha quando deu a entrevista a contar da doença
Ágata
Ágata
Ágata
Ágata muito magra
Ágata, antes de perder muito peso
Ágata
Ágata
Ágata
Ágata e Manuel Luís Goucha quando deu a entrevista a contar da doença
Ágata
12 jun 2019 • 17:19
Ágata foi uma das convidadas do 'Programa da Cristina' desta quarta-feira, 12 de junho, onde quebrou o silêncio sobre as várias polémicas que têm vindo a afetar a sua vida. 

Numa conversa com Cristina Ferreira, a cantora abriu o coração e falou sobre o cancro da bexiga que a atormentou, da separação do marido e da prisão do filho, por violação de uma menor.

Marco Caneira, o filho mais velho de Ágata, foi condenado a 6 anos e meio de prisão efetiva por violação de uma menor de 14 anos em S. Miguel, nos Açores, em 2016.

Perante isto, a artista não tardou em defender o filho mais velho e alega que o mesmo foi preso sem provas: "Está a pagar inocentemente e sem provas. Começou tudo muito mal, fomos mal aconselhados. Os meus filhos são pessoas espetaculares, jamais fariam algo para se verem numa situação destas", assegurou a cantora.

"Neste momento estou a organizar a minha vida, os meus espetáculos, a pensar mais em mim, estou a viver em Lisboa, a cuidar mais de mim porque sei que sou uma diva", disse. "Já disseste tudo", respondeu Cristina, que tinha perguntado à cantora se estava ou não separada, pois Ágata nunca chegou a confirmar a separação até à data.

Durante a conversa, Ágata voltou a relembrar a luta contra o cancro. "Tive um cancro na bexiga e foi complicado", contou a artista. "Fiz quimioterapia localizada durante um ano e estou vigiada", revelou, explicando que não perdeu o cabelo por causa do tratamento que fez ter sido localizado. 
 


Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo